Sede Perfumada


Sem conta, perfuma a sede

com água de cheiro.

Nula é a concha vazia.

O esquecer implícito

do jardim sem flor

sepulta pétalas

em lençóis molhados.

Amor, pinta azuis

os destinos expectantes.

É paciente caminho de trocas,

esculpe beijos

em bocas de infinitos desejos.

Posts Em Destaque